segunda-feira, 31 de julho de 2017

Fundação Iberê Camargo- Seminário

Divulgação

Prêmio Ibema Gravura abre inscrições e distribui R$ 13 mil à jovens artistas

Divulgação

A iniciativa visa divulgar a arte da gravura e revelar novos talentos

            Estão abertas as inscrições para o maior prêmio brasileiro dedicado à arte da gravura. O Prêmio Ibema Gravura, que está em sua sétima edição, é exclusivo para estudantes e distribuirá R$ 13 mil entre os dez primeiros lugares. Promovida e realizada pela Ibema Papelcartão, terceira maior fabricante de papelcartão do país e um dos maiores players da América Latina, a premiação é a única do gênero promovida pela iniciativa privada.
            Para o vencedor da segunda edição realizada em 2012, Alexandre Camanho, este prêmio é muito importante por ser destinado aos estudantes. “Na época eu ainda estava na faculdade e, neste período temos poucas oportunidades para expor e divulgar os nossos trabalhos. Ele também é um divulgador das técnicas gráficas, como a gravura. Recomendo este prêmio porque é extremamente sério”, afirma. Depois do Prêmio Ibema Gravura, Alexandre escreveu quatro livros e ganhou o Prêmio Jabuti – principal reconhecimento literário do Brasil - com a melhor ilustração, além de ter representado o Brasil em competições na Nova Zelândia. O concurso já compõe o calendário prático de diversas universidades brasileiras.
Os alunos e jovens artistas de cursos superiores e de escolas de artes gráficas de todo o Brasil podem realizar as suas inscrições pelo site www.premioibemagravura.com.br. As obras inscritas e enviadas serão analisadas por uma comissão julgadora composta por especialistas em artes gráficas e de gravura, além de designers de embalagens. As inscrições vão até as 18:00 horas do dia 13 de Outubro.
Para mais informações clique aqui.


Sobre a Ibema: Gerar valor de maneira sustentável por meio da fabricação e distribuição de produtos que conquistem a preferência dos clientes, contribuindo com iniciativas que favoreçam toda a cadeia, com a dedicação e preocupação de garantir o melhor resultado para a empresa e seus clientes. Esta é a missão da Ibema, fabricante de papelcartão, que permeia a sua atuação com base no conceito de foco do cliente. A empresa, fundada em 1955, é hoje um dos players mais competitivos da América Latina. Sua estrutura é composta por sede administrativa localizada em Curitiba, centro de distribuição direta em Araucária com área útil de 12 mil m2 e fábricas instaladas nos municípios de Turvo, no Paraná, e em Embu das Artes, em São Paulo, que juntas possuem capacidade de produção anual de 140 mil toneladas.Em seu portfólio, estão os melhores produtos, reconhecidos pela qualidade e performance na indústria gráfica. A empresa, que atualmente conta com aproximadamente 880 colaborares, possui unidades certificadas pela ISO 9001, pela ISO 14001 e pelo FSC (Forest Stewardship Council). Para mais informações sobre produtos e serviços, acesse o nosso site, disponível também nos idiomas espanhol e inglês: www.ibema.com.br.

Gilberto Salvador apresenta "Água + Forte" em Campinas

Divulgação



Artista plástico paulista inaugura exposição dia 10 de agosto no Museu de Arte Contemporânea de Campinas


O artista plástico Gilberto Salvador, conhecido por sua ousadia ao manifestar, em obras públicas, sua postura política e reflexões nas questões ambientais, inaugura dia 10 de agosto a exposição “Água + Forte”, no Museu de Arte Contemporânea de Campinas.

O Salão de Arte Contemporânea de Campinas teve grande importância na história das artes nas décadas de 60 e 70, juntamente com o Salão Nacional no Rio de Janeiro e a Bienal de São Paulo, foi um marco na produção de artes plásticas em nosso País, qualificando as referências mais expressivas deste período.

Presença constante neste acervo, o museu convidou o artista plástico para realizar a mostra individual “Água + Forte”, que leva o subtítulo “Vida”.

A curadoria, feita pelo artista, selecionou um núcleo de gravuras em metal de grandes dimensões sobre a temática da água; um conjunto de monotipias referenciais as gravuras; um conjunto de aquarelas e uma instalação denominada “Swimming Poll”. A mostra abrangerá toda área expositiva do MACC.

“Entendo que o elemento essencial da vida em nosso Planeta Terra seja a água.  E foi com a intenção de homenageá-la, que venho nos últimos 10 anos, desenvolvendo uma série de obras que tangenciam essa questão, seja em esculturas que usam as sementes e o seu significado vital em convívio com a água, ou em gravuras, aquarelas e pinturas com as mais variadas configurações”, afirma Gilberto Salvador.

Não é a primeira vez que Gilberto Salvador tem suas obras expostas em Campinas. Em 2014, o artista inaugurou a escultura 'Vitória Régia', na Pedreira do Chapadão, que está no local até hoje.

A ideia de realizar esta exposição no Museu de Arte Contemporânea de Campinas, segue uma proposta de interiorização pelo estado de São Paulo, proposta pelo artista.

A Montana Química é parceira do artista há mais de 10 anos e é a patrocinadora oficial da exposição “Água + Forte”. A empresa fornece produtos para pintura e acabamento das obras de Gilberto. Disponibiliza seus laboratórios para o desenvolvimento de soluções tecnológicas que atendam cada vez mais os aspectos estéticos e de resistência que os trabalhos de Gilberto Salvador necessitam, estimulando a criatividade e a audácia de suas obras.



Serviço:

Exposição “Água + Forte” de Gilberto Salvador

Data: 10 de agosto a 15 de outubro

Horários:

De terça a sábado - das 10h às 18h (quinta das 10 às 22h)

Domingos e feriados - das 09h às 12h / segunda-feira fechado

Local: Museu de Arte Contemporânea de Campinas

Endereço: Av. Benjamin Constant, 1633 - Centro, Campinas – SP

Informações: (19) 2116.0346 e (19) 3236.4716

Apoio: Fundação Marcos Amaro

***O museu de Arte Contemporânea de Campinas, dispôs para essa mostra, o conjunto do espaço expositivo para abraçar toda diversidade de obras, na proposta e produzirá um depoimento/debate com o artista durante a exposição.





Ficha Técnica

Secretaria Municipal de Cultura: Claudiney Rodrigues Carrasco

Diretoria de Cultura: Veridiana Weinlich

Coordenadoria de Extensão Cultural: Mary Angela Biason

Museu de Arte Contemporânea de Campinas "José Pancetti"

Chefe de Setor: Fernando de Bittencourt

Equipe de Produção: Guiomar Aparecida Sadowski de Lima, Luis Alberto Russo da Silva, Wilson Roberto Martins Dutra

Equipe Técnica: Denise Aranha Torres, Maria do Carmo Cassaniga, Paulo de Tarso Leite do Canto, Ronaldo Alves Ribeiro



Curadoria: Gilberto Salvador

Coordenação Geral: Ana Roso

Fotografia: Henrique Luz

Master Print: Claudio Vasquez

Projeto Gráfico: Paulo

www.fgs.org.br



Sobre Gilberto Salvador

Arquiteto e professor universitário, Gilberto Salvador destacou-se por seu espírito inquieto, pela inovação formal e por uma singular ousadia ao colocar as questões estéticas, embasadas num sólido conhecimento das questões sociais e ecológicas. Desta maneira, muito jovem, realizou uma série de trabalhos utilizando ícones da sociedade de massa, oriundos das histórias em quadrinhos e da comunicação comercial, mas de manifesto caráter crítico, que causou comoção por seu conteúdo político e formal.

O artista avançou nas áreas da pintura, escultura, aquarela e da gravura, realizando uma profunda reflexão sobre as questões ambientais, sendo um brasileiro na busca da consciência ecológica e no entendimento do nosso mundo como um ser vivo e de habitantes interdependentes.



Fundação Marcos Amaro (FMA)

É uma organização cultural privada sem fins lucrativos. Surgiu em 2012 a fim de contribuir para o desenvolvimento das artes visuais no país. Realiza exposições, divulga, apoia e adquire obras de artistas brasileiros e internacionais.  Tem três sedes distribuídas no estado de São Paulo. O escritório administrativo e de comunicação concentra-se na capital e abriga também uma sala expositiva com obras do acervo. Na sede de Itu, encontra-se o ateliê de peças de média e grande proporção do artista Marcos Amaro, uma área expositiva utilizada para exibição permanente do acervo do MESCLA, além de exposições de artistas convidados e projetos como residência artística, palestras e oficinas. A sede em Mairique, recentemente incorporada a FMA, encontra-se em fase de projeto urbanístico e arquitetônico. Saiba mais em:https://fmarte.org/



Atendimento | Ana Carolina de Freitas – 11 9 9371.4091 - anacarolina@tudoempauta.com.br

Coordenação de Atendimento | Ana Maura – 11 99200-5404 - anamaura@tudoempauta.com.br
Diretora de operação| Patrícia Saraiva – patricia@tudoempauta.com.br
Direção Executiva| Erika Digon - erika@tudoempauta.com.br

Matilha Cultural promove curso sobre direção de fotografia no documentário

Divulgação

Mauro Martins trata do papel do diretor de fotografia ao passar por todas as etapas de elaboração de um filme de não ficção.

São Paulo, agosto de 2017- A Matilha Cultural promove nos dias 26 de Agosto e 02 de Setembro o curso Direção de Fotografia  no Documentário, realizado pelo cineasta Mauro Martins www.mauromartins77.wix.com/mauromartins . O objetivo é promover o entendimento das atividades do diretor de fotografia na elaboração de filmes documentais. O curso conta com apoio da Canon, que cederá duas câmeras modelo EOS C300 MKII e EOS C100, da loja Hollywood Store e da marca de refletores Dedoligth.

Por meio de aulas expositivas, Mauro Martins expõe conceitos, formatos e abordagens relativas à linguagem fotográfica. Trata do papel do fotógrafo na produção de um documentário, desde sua concepção até a finalização passando obviamente pela captação das imagens.

O curso Direção de Fotografia  no Documentário tem duração de 12 horas (6 horas em cada um dos dias, das 10h às 13h e das 14h às 17hs) e é composto por 4 módulos. Foi concebido para estudantes, profissionais da área do audiovisual e amantes do cinema. O investimento é de R$ 500,00 com opção de parcelamento em 2 vezes (para pagamentos realizados até dia 20 de Agosto ou efetuados via cartão de crédito).

Sobre Mauro Martins
Documentarista, diretor e diretor de fotografia, é formado em Cinema pela FAAP. Como diretor de cena, fez documentários e programas de TV (HBO, TV Brasil, Multishow, Animal Planet e Dicovery). Como diretor de fotografia, realizou curtas, programas e séries de TV (HBO, Natgeo, SescTV, TV Brasil, Multishow, GNT, TLC) documentários (Animal Planet, Discovery, TV Brasil, TV Cultura e Futura) e uma novela (TV Record). Realizou seis filmes de Longa Metragem, trabalhando como operador de câmera (Bicho de Sete Cabeças, Querô, Chega de Saudades e Meu País, Divórcio 190, Talvez Uma História de Amor). Produziu ainda diversos trabalhos coorporativos. Na formação de Mauro Martins, estão cursos extracurriculares (Fotografia de Estúdio e Linguagem Fotográfica) na Escola Politécnica de Londres. Mora em São Paulo, mas já gravou nos quatro cantos do Brasil e em outros países. Participou como palestrante de duas edições da Jornada Paulista de Cinema e Psicanálise e é autor de um capítulo da Coleção Cinema e Psicanálise de NVerso editora.

PROGRAMAÇÃO DETALHADA
Módulo 1 - Entendendo o Documentário
- O que é um documentário- A ficção e a não ficção- Expressão artística ou mera documentação?- Contando uma história
Módulo 2
- Abordagens- Tipos de documentários- Subjetividade X Objetividade- Escolha do tema / enfoque- Escolha da linguagem fotográfica / o olhar do fotógrafo- Lidando com o imponderável
Módulo 3 - Linguagem fotográfica
- Mostrar ao invés de falar- O diretor de fotografia com coautor- A câmara é um instrumento que ensina a gente a ver sem câmara - Enquadramentos / o olho do espectador (escolha do que mostrar) - O movimento de câmera- A luz da cena (dramaticidade)- Motivação do autor / Motivação do expectador
Módulo 4 - O Set de Filmagem
- - Montagem da equipe- Escolha da câmera- Escolha das lentes- Escolha das fontes de luz - Maquinaria - Ajustes dos set ups da câmera


Curso Cinematografia no Documentário
Realização: Mauro Martins
Dias 26 de Agosto e 02 de Setembro
Duração: de 12 horas (6 horas em cada um dos dias, das 10h às 13h e das 14h às 17hs).
Investimento: R$ 500,00 com opção de parcelamento em 2 vezes (para pagamentos realizados até dia 20 de Agosto ou efetuados via cartão de crédito).
Pagamentos à vista tem 5% de desconto.
Apoio: Canon e Telem


MATILHA CULTURAL
Rua Rego Freitas, 542 - São Paulo
Horários de funcionamento: terça-feira a domingo, da 12h às 20h/ exceto sábados: 14h às 20h
Wi-fi grátis
Cartões: VISA (débito/ crédito)
--
Informações

Cervejaria lança projeto inédito com jovens artistas

Divulgação

Com curadoria exclusiva e várias ações especiais, Way Beer pretende apresentar jovens talentosos ao grande público

Dar aos artistas locais um novo espaço para que eles exponham seu trabalho para um novo e grande público. Seguindo essa premissa, a cervejaria paranaense Way Beer acaba de lançar oficialmente o projeto Way From Sketch, inédito no país, livre, criativo e sem limites.  A ação envolve a produção autoral de cartazes para eventos da cervejaria, rótulos de cervejas, latas convencionais, linhas de roupas, crowlers, growlers e, até mesmo, estandes para eventos.

“A Way Beer, ao longo de seus quase 7 anos de história, sempre teve um perfil moderno, audacioso e inovador. Ultimamente, buscávamos uma forma de dar espaços aos jovens artistas locais, além de destacar nossos produtos com uma estética diferenciada, reproduzindo com muita liberdade os conceitos e ideais da marca. Foi neste momento que surgiu a ideia do Way From Sketch, um projeto que tem nos deixado muito orgulhosos”, comenta Alejandro Winocur, sócio proprietário da Way Beer.

Para comandar o projeto, a Way Beer convidou a mobilizadora cultural Thais Francoski, estudiosa da cena artística independente na cidade de Curitiba. “O Way From Sketch é um grande desafio, pois parto da ideia de que os artistas precisam ter uma produção que converse com um meio comercial, com uma poética mais democrática. A ideia é trabalharmos com jovens artistas que já tenham relevância local e que busquem uma oportunidade para apresentar o seu trabalho para um novo e grande público. Ou seja, cervejaria local apoiando e consagrando artistas locais. Artistas desenvolvendo projetos exclusivos para a marca”, destaca Thais.

Em sua primeira fase, o Way From Sketch já contou com a participação de nove artistas (PAC Calory, INSOMNIA – Anastasia Pugacheva, Fabio Alvez a.k.a Selvas, Gustavo Malucelli, Estelle Flores, Souza – Jessica Luz, Rimon Guimarães, Bonju Coelho – Juliana Coelho e Rederguod – Douglas Reder), cada um com suas características e estilo. As ações são pontuais, distribuídas pela curadora Thais Francoski, e já deram origem, entre outros, a materiais de divulgação de eventos promovidos pela cervejaria, peças de roupas e estande para eventos. Além disso, o growler oficial da marca, assinado pelo artista Gustavo Malucelli, acaba de ser lançado, e as novas latas de cervejas, entre eles o crowler (lata de 1 litro onde o público pode levar chope fresco para casa), serão apresentadas oficialmente nos próximos dias.

Para a artista curitibana PAC Calory, de 26 anos, o novo projeto da Way Beer cria uma nova interface de comunicação por meio da arte, abrindo um novo canal de expressão para jovens artistas. Recentemente, PAC Calory assinou o estande da Way Beer no Festival Brasileiro da Cerveja, realizado em Blumenau (SC). Além disso, a artista, que é formada em design gráfico e atua com a experiência de graffiti desde 2011, é a responsável pelo novo crowler da cervejaria, que será lançado oficialmente no mês de agosto.

“Foi e está sendo incrível participar desse novo projeto da Way Beer. O crowler é resultado do estande criado para a cervejaria, completando a ação com ‘chave de ouro’. Além disso, o trabalho já me abriu novas portas e parcerias, com a minha arte atingindo um novo público. E tenho certeza que esse retorno será ainda maior após o lançamento do crowler, que terá uma edição com milhares de latas distribuídas pelo país”, comenta PAC.

De acordo com Winocur, a ideia é de que o Way From Sketch se transforme em uma grande manifestação artística. “Até o momento conseguimos resultados incríveis, com cada artista imprimindo sua identidade nos trabalhos. E é isso mesmo que buscávamos. Com o tempo queremos expandir o projeto promovendo festas temáticas, exposições e diversas outras atividades que valorizem esses jovens talentosos”, completa. 


Para conhecer um pouco mais sobre a Way Beer e o projeto Way From Sketch, acesse o sitewww.waybeer.com.br.

Espetáculos para toda a família no Shopping Estação

Crédito: Priscilla Fiedler

Circo, palhaço e releitura de “O Mágico de Oz” estão na agenda deste fim de semana

A programação infantil de agosto do Shopping Estação está recheada de espetáculos para toda a família. No primeiro fim de semana do mês, circo, palhaços e até uma releitura de “O Mágico de Oz” vão entreter adultos e crianças.   

Espaço Faz de Conta
No Faz de Conta deste sábado (5), a artista Marina Prado e o palhaço Baratinha, vão encantar o público com números de mágica, malabarismo, bambolês e equilíbrio. A apresentação tem início às 16h no Espaço Faz de Conta (Piso L1) e é gratuita.

Teatro Regina Vogue
Ricardo Thomé e Rafael Alípio misturam stand-up com técnicas da palhaçaria no espetáculo “Dois ou Um”, no Teatro Regina Vogue (piso L12). Versatilidade, fantasia, humor e música não vão faltar. As apresentações acontecem no sábado (5), às 20h e no domingo (6), às 18h. Os ingressos custam R$ 30 (inteira) e R$ (meia) e já estão à venda no Disk Ingressos.

Dr. Botica
O clássico “O Mágico de Oz” é contado ao público com técnica de manipulação de bonecos, no Teatro Dr. Botica (piso L1). No sábado (5) e domingo (6), as famílias irão se aventurar em um mundo encantador com Dorothi e seus amigos, Espantalho, Homem de Lata e Leão. As sessões acontecem em três horários: 13h, 15h e 17h. Os ingressos custam R$ 15 (inteira) e R$ 7,50 (estudantes, idosos e crianças de 3 até 12 anos). 


Shopping Estação
Av. Sete de Setembro, 2.775, Rebouças - Curitiba (PR)
(41) 3094-5300

sexta-feira, 28 de julho de 2017

MASP - Escola

Divulgação

Solar do Rosário - Encontros de Música Clássica com Liana Justus

Divulgação

Solar do Rosário-História: O homem como medida de todas as coisas

Divulgação

Quarto Prêmio de Expressões Afro-Brasileiras, patrocinado pela Petrobras, vai destinar R$ 900 mil a 11 projetos



O Teatro Rival Petrobras recebe na próxima segunda-feira, 31, às 19h, a cerimônia de entrega do 4º Prêmio de Expressões Culturais Afro-Brasileiras, patrocinado pela Petrobras. A premiação, que tem o apoio da companhia desde sua primeira edição em 2009, selecionou 11 projetos vencedores, conforme previsto no edital. Eles receberão um total de R$ 900 mil. Em cada região do Brasil, foram contemplados dois vencedores nas categorias Artes Cênicas e Música. Cada um desses projetos recebe R$ 80 mil para a manutenção de suas atividades.

Há ainda o Prêmio Especial de Preservação de bens culturais, que teve como vencedor o Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos, no Rio de Janeiro, que abriga o Cemitério dos Pretos Novos. Testemunho de um dos maiores flagelos da nossa história, o sítio arqueológico abriga ossadas de africanos escravizados que não sobreviviam às condições precárias da navegação entre o continente africano e o Rio de Janeiro. Com o prêmio, o Instituto receberá uma verba de R$ 100 mil para a conservação de seu patrimônio.

Resgatando a memória da diáspora negra

Com o prêmio, o Instituto Pretos Novos poderá conservar um patrimônio arqueológico de valor inestimável e até recentemente ameaçado. Mesmo antes da premiação e em meio a dificuldades financeiras, o time de arqueólogos do Instituto realizou, recentemente, uma descoberta sem precedentes: a ossada completa de uma jovem africana de cerca de 20 anos.

Bakhita, como a dona da ossada passou a ser chamada pela equipe do arqueólogo Reinaldo Tavares, do Museu Nacional – da qual também fazem parte Nelson Mendonça e as bioarqueólogas Andrea Lessa e Claudia Rodrigues Carvalho – é única tanto pelo bom estado de conservação de seus ossos quanto por ser uma mulher, já que a maior parte dos africanos sepultados no local eram homens. A existência de um esqueleto bem preservado no local surpreende também por um motivo triste: embora o Pretos Novos hoje seja chamado de cemitério, o local era, na verdade, um depósito de cadáveres amontoados, que muitas vezes eram incinerados para dar espaço a novos corpos.

O Pretos Novos é parte do Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana, na Zona Portuária do Rio de Janeiro. Outro local que faz parte desse complexo, fundamental para a memória da diáspora africana, é o Cais do Valongo, espaço que conquistou este mês o título de Patrimônio Mundial Cultural, concedido pela Unesco. Descoberto em 2011, por conta das obras de urbanismo da Zona Portuária, o sítio arqueológico no passado foi o principal porto de entrada de escravos nas Américas. Além do Instituto Pretos Novos e do Cais do Valongo, fazem parte do circuito a Pedra do Sal, o Jardim Suspenso do Valongo, o Largo do Depósito e o Centro Cultural José Bonifácio.

"Para nós da Petrobras, é motivo de orgulho saber que, com nosso patrocínio ao Prêmio de Expressões Afro-Brasileiras um patrimônio tão relevante quanto o do Instituto Pretos Novos será preservado", afirma Luís Fernando Lima de Brito, Gerente de Patrocínios da Petrobras.

4º Prêmio de Expressões Afro-Brasileiras

A cerimônia de premiação do Prêmio de Expressões Afro-Brasileiras, no Teatro Rival Petrobras, contará com o espetáculoCabaré dos Nossos Sonhos.  A concepção artística do espetáculo é do roteirista e dramaturgo Elísio Lopes Jr, que inova ao trazer leveza e quebrar o protocolo comum em premiações.  A proposta é envolver os convidados por um cenário misterioso, mágico e lúdico, em que cinco personagens de um cabaré encantam o público com composições de autores como Chico Buarque, Gilberto Gil, Wilson Simonal e Tony Tornado.

Petrobras Cultural

O Petrobras Cultural é o programa de patrocínios da Petrobras às artes e a cultura brasileira. Estabelece que os patrocínios culturais sejam realizados a projetos brasileiros com valor cultural destacado, inovadores, com alto potencial de retorno e alinhamento à estratégia de marcas da Petrobras. Os projetos patrocinados seguem linhas de atuação com foco em música, artes cênicas e audiovisual, incluindo o patrocínio à produção, circulação e ampliação do acesso a produtos culturais, como o apoio a espaços culturais, festivais e manutenção de grupos.

Conversa de Fotógrafo

Divulgação

Centro Europeu promove encontro de profissionais premiados formados pelo seu tradicional curso de Fotografia

Na próxima terça-feira, dia 01 de agosto, o curso de fotografia do Centro Europeu, uma das principais escolas de profissões da América Latina, vai promover o evento Conversa de Fotógrafo,um bate-papo sobre a história e trajetória de dois profissionais que hoje atuam em diferentes vertentes do segmento.

Nesta edição, a atividade vai reunir os fotógrafos Mana Gollo , especialista em fotografia documental e social, e Bruno Santos, que atua com ensaios femininos e projetos autorais e voluntários, para uma rica troca de experiências com o público. Durante a conversa, os profissionais vão discutir o cenário atual do mercado de fotografia, analisando a evolução da área e expondo os maiores desafios da carreira de fotógrafo.

Sobre os profissionais

Natural de Curitiba (PR), Mana Gollo sempre foi apaixonada por fotografia documental e de natureza. Formado pelo curso do Centro Europeu), começou a atuar profissionalmente na fotografia no começo de 2016, após perceber que poderia atuar no mercado com a sua maneira de ver a vida. Hoje além de seus projetos documentais atua na área de ensaios e casamentos.
Já Bruno Santos, iniciou na fotografia em 2009, após o curso no Centro Europeu, três anos depois, passou a atuar como fotógrafo voluntário em projetos sociais. O autoconhecimento e a evolução adquiridos através destes trabalhos , o fizeram enxergar uma nova perspectiva na fotografia. Hoje atua somente com ensaios femininos e os projetos autorais.


O evento Conversa de Fotógrafo será realizado na sede do Centro Europeu no bairro Batel (Benjamin Lins,999) a partir das 19h30. Mais informações e inscrições no site www.centroeuropeu.com.br, ou pelo telefone (41) 3339-6669.

quinta-feira, 27 de julho de 2017

MASP - Oficinas: Toulouse-Lautrec

Divulgação

Fernanda Gentil comandará Papo de Almoço na nova Rádio Globo

Imagem: Divulgação

Em função dos diversos compromissos na TV e no teatro, Mônica Martelli não mais apresentará, às terças-feiras, o programa “Papo de Almoço”, da nova Rádio Globo. A partir de primeiro de agosto, a atriz será substituída por Fernanda Gentil, que das 11h às 14h, dará continuidade aos divertidos e deliciosos papos sobre comportamento que já vêm esquentando a grade da nova rádio. Fernanda já está na programação com o seu bem-sucedido “Convocadas”. Toda terça-feira, às 22h, a apresentadora pilota uma mesa redonda sobre diversas modalidades esportivas na companhia das jornalistas Vanessa Riche, Camila Carelli, Ana Thaís Matos e Mayra Siqueira.

Com formato inusitado no entretenimento, o programa Papo de Almoço é uma das grandes apostas da nova Rádio Globo. De segunda a sexta, entre 11h e 14h, o programa conta com um apresentador a cada dia, dois convidados e uma infinidade de assuntos. Às segundas-feiras o ator Leo Jaime comanda um programa com foco em música e rock alternativo. Às terças-feiras Fernanda Gentil abordará assuntos sobre relacionamentos e comportamento. Já às quartas é a vez da atriz e apresentadora Adriane Galisteu entrar em pauta com o mundo da moda. Às quintas-feiras tem o ator, cantor e apresentador Tiago Abravanel, que traz uma infinidade de assuntos relacionados ao mundo da música e do entretenimento. Para fechar a semana, às sextas-feiras o humorista Claudio Manuel aborda temas diversos, que fazem refletir. De maneira leve e descontraída, todos os programas contam com quadros sobre assuntos do momento como internet, gastronomia, viagens entre outros.


Redes Sociais Papo de Almoço
 
Twitter: @PapoDeAlmocoRG
Instagram: @papodealmocorg
Facebook: /PapoDeAlmocoRG

Assessoria de Comunicação da nova Rádio Globo
In Press Porter Novelli

Erika Rosental

Carolina Baldi

Barbara Lima

Tatiana Wolff

Curitiba ganha restaurante com temática da Máfia Italiana

Com o objetivo de proporcionar uma imersão no cenário da máfia italiana, o Restaurante La Máffia, das sócias Evelin Figueira e da chef Michele Costenaro, abre neste dia 1º de agosto com a proposta de oferecer aos clientes um horário de almoço descontraído e diferenciado. Os clientes serão recepcionados e atendidos por garçons caracterizados de mafiosos, o que é uma grande surpresa para um horário do dia marcado pela correria e agitação do trabalho. Com uma ambientação toda inspirada na máfia italiana, o estabelecimento também vai surpreender pelo cardápio diversificado e saboroso, todo preparado pelas mãos da chef Michele.

Com a opção de Buffet livre e por quilo, o restaurante vai servir 10 pratos quentes, seis frios e três tipos de sobremesas, além de sucos naturais todos feitos com a própria fruta. A chef destaca que tudo será preparado por ela e que não vai servir nada industrializado. “Muitas pessoas dependem dos restaurantes para almoçar, mas nem sempre confiam na qualidade e na segurança dos alimentos que estão consumindo. Queremos construir uma relação de confiança com os nossos clientes, pois nada melhor do que se alimentar sem culpa e com a tranquilidade de que foi tudo preparado para agradar ao paladar e também para não agredir a nossa saúde”, afirma Michele.

O restaurante será em um local que já servia almoço, mas vem com uma proposta bem diferente e já abre com a meta de dobrar os atendimentos diários.
Além de servir almoço, o Restaurante La Máffia também vai alugar o espaço durante a noite para eventos, com opções de jantares, café colonial, churrasco ou outra demanda gastronômica que o cliente desejar. O espaço possui alvará para música e devido à ambientação aconchegante e irreverente, deve se tornar referência em Happy Hours para grupos fechados, festas e eventos.

Serviço:
O Restaurante La Máffia está localizado na Av. Sete de setembro 6837 - Batel – Curitiba-Pr.

O horário de atendimento para o almoço é das 11h30 às 14h.

Bolsa de Arte

 Elida Tessler lança livro de artista Amor: Amor

Elida Tessler segue em cartaz até o dia 29 de julho na Galeria Bolsa de Arte (Mourato Coelho, 790), com a exposição Recortar Copiar Colar, com um apanhado de obras de seus últimos 15 anos de produção reeditadas especialmente para o espaço da galeria e duas obras inéditas. Muitos dos trabalhos dialogam com obras literárias, tendo origem em livros de escritores como Euclides da Cunha, Franz Kafka, Haroldo de Campos (foto), Marcel Proust e Orhan Pamuk.

No último dia de exposição, a artista lança ainda o livro editado pela Azulejo Arte Impressa a partir das 11h na Galeria. O trabalho é um desdobramento da obra Você Me Dá Sua Palavra?, work in progress de Elida, em diálogo com o título da obra de David Grossman "Ver: Amor".

Serviço:
RECORTAR COPIAR COLAR
Elida Tessler
Galeria Bolsa de Arte
Abertura: 20 de maio, das 11h às 16h
Exposição: 20 de maio a 15 de julho
Endereço: Rua Mourato Coelho, 790, Pinheiros
Tel.: 3812-7137
Horário de funcionamento: seg. a sex.: 10h às 19h; sáb., 11h às 17h
GRÁTIS



Ben Patterson na Documenta 14


Ben Patterson (1934-2016), artista representado pela Galeria Bolsa de Arte no Brasil, apresenta na Documenta 14 o trabalho “When Elephants Fight, It is the Frogs That Suffer” (em tradução livre, quando os elefantes brigam, são os sapos que sofrem), nos jardins do Museu Bizantino e Cristão, em Atenas e também em Kassel, no Karslaue Park. A instalação consiste de 16 alto-falantes que tocam uma sinfonia de sapos coaxando. O som do arquivo em execução é feito tanto de sapos de verdade quanto de pessoas imitando um coaxar, assim como recitando provérbios (como o que dá nome à obra, um provérbio grego) e lendo trechos da peça de Aristófanes “As Rãs”. As Rãs e Pond, um dos primeiros trabalhos de Patterson (no qual performers executavam uma partitura aleatória a partir dos movimentos de rãs de brinquedo), dialogam com esta obra. 
When Elephants Fight, It Is the Frogs That Suffer (2016–17)
Sonic graffiti, sixteen-channel sound installation
Realização de Bernd Schultheis em cooperação com a Nassauische Kunstverein Wiesbaden, E. Gruhn, e B. Patterson
Karlsaue Park, Kassel
Vídeo da instalação em Atenas: https://www.youtube.com/watch?v=lq2A1755dFk

 Eduardo Haesbaert em Unânime Noite – volume 2, em Vilnius


A exposição, cuja primeira edição aconteceu na galeria em 2016, está em cartaz até 16 de agosto no museu da Lituânia
Com curadoria de Bernardo José de Souza, Unânime Noite tem nova edição no Contemporary Art Centre (CAC), na cidade de Vilnius, na Lituânia. O título da mostra, assim como sua primeira edição, recebida pela Bolsa de Arte em maio de 2016, é inspirado no conto de Jorge Luis Borges, “As Ruínas Circulares”. Sem começo ou fim, existindo igualmente no plano imaginário e no real, a exposição coletiva traz 25 artistas. Eduardo Haesbaert está presente com as obras “Do Pó ao Pó” e “Negro de Fumo”.
Mais sobre a exposição: 


Hugo França no MAC-USP até 13 de agosto


Exu, no panteão dos orixás da mitologia afro-baiana é aquele que promove a ponte entre deuses e mortais. O tronco para Exu, instalação de Hugo França de um enorme tronco de madeira pequi-vinagreiro de 4 toneladas, liga, nas palavras de Katia Canton, curadora do MAC, “obra e cidade, o dentro e o fora”. A obra atravessa a entrada do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, e suspenso, “traduz-se como um símbolo potente de resiliência e força, questionando os limites da materialidade e a efemeridade da vida”, escreve Canton.
Mais sobre Um Trono para Exu:
http://www.mac.usp.br/mac/expos/2017/hugofranca/home.htm

Cinemateca promove estreias de jovens cineastas curitibanos

Divulgação

Os trabalhos, que serão exibidos gratuitamente, foram realizados por alunos do Curso de Cinema do Centro Europeu

Divulgação


Neste domingo, dia 30 de julho, a Cinemateca de Curitiba vai promover a estreia gratuita de sete trabalhos audiovisuais de jovens cineastas curitibanos. São três filmes de ficção e um de animação, e também videoclipes das bandas Gruvox, Boogie Jump Blues Band e ZEROQUATROUM, todos produzidos por alunos do Curso de Cinema do Centro Europeu.

As obras que serão apresentadas trazem temáticas variadas, que abordam desde situações típicas de filmes de terror até dificuldades de relacionamentos afetivos e amorosos. Farão parte do evento os filmes Lullaby (direção de Aline B. Pinheiro), Em paz – Banda ZEROQUATROUM (direção de Fabi Melatte), Tudo Passado – Banda Gruvox (direção de Jackson Reis), Já sei – Boogie Jump Blues Band (direção de Kelly Roncato), Kira (direção de Guilherme Souza), Lobos na Sala de Estar(direção de Matheus Vinícius) e Quando Desaba (direção de Tiago Campetti).

Confira a descrição de todas as obras que serão exibidas na Cinemateca:

Lullaby - direção de Aline B. Pinheiro: Um pai acorda no meio da noite ouvindo o choro de seu bebê. O que parece normal logo vai se revelar como algo estranho.

Em paz (Banda ZEROQUATROUM) - direção de Fabi Melatte: A mala estava pronta e ele seguiu em frente. A viagem sem volta, ao fim de uma jornada intensa, é apenas o início da verdadeira evolução.

Tudo Passado (Banda Gruvox) - direção de Jackson Reis: Um jovem casal esbarra acidentalmente na rua e mais tarde acaba se envolvendo em um relacionamento amoroso.

Já sei (Boogie Jump Blues Band) - direção de Kelly Roncato: Mulher cansada de conviver com marido mal-humorado, resolve abandoná-lo e partir em busca de uma vida mais feliz.

Kira - direção de Guilherme Souza: Garota que é sucesso na internet com seus vídeos, resolve dar um tempo da rotina e fama. Sua mãe não concorda com essa decisão e resolve tomar uma providência drástica.

Lobos na Sala de Estar - direção de Matheus Vinícius: Depois de assassinar uma amiga, Lisa e Lana precisam se livrar do cadáver. Mas a tensão entre as duas cresce e acaba por gerar um novo problema.

Quando Desaba - direção de Tiago Campetti: Duas irmãs muito próximas aguardam a resposta de uma promessa, enquanto sentem aos poucos os efeitos que adolescência gera em suas vidas.


As estreias serão realizadas no próximo domingo (30), na Cinemateca de Curitiba (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174), a partir das 17h30. A entrada é gratuita. Mais informações pelo telefone (41) 3233-6669 ou no site www.centroeuropeu.com.br.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Solar do Rosário-Workshop A arte de escrever

Divulgação

Centro Europeu apresenta nova equipe de professores com nomes como Manu Buffara, Ivan Lopes e Celso Freire

Imagem: Divulgação
Chef Manu Buffara

Além de uma infraestrutura de excelência, principal escola de gastronomia do Brasil posta em nomes consagrados em seu quadro de professores

Quando falamos em educação de qualidade é impossível deixar de lado dois aspectos fundamentais: infraestrutura e uma equipe de professores de referência no mercado profissional. Considerado a melhor escola de gastronomia do Brasil, o Centro Europeu de Curitiba acaba de anunciar sua nova equipe de professores, com chefs como Manu Buffara, Ivan Lopes e Celso Freire, alguns dos maiores nomes da história da gastronomia paranaense.

Atuando há quase 20 anos no segmento, o Centro Europeu foi pioneiro em diversos cursos gastronômicos no país, e hoje oferece diversas atividades, sendo responsável pela formação de profissionais que são destaque no Brasil e no exterior. Entre os destaques da instituição curitibana estão os cursos Chef de Cuisine – Restaurateur, Cake Design, Beer Sommelier, Cozinha Molecular, Chef Gourmet, Cuisine Santé, Sommelier e Pâtisserie & Boulangerie.

Para comandar as atividades que atraem alunos de todos os cantos do país, o Centro Europeu foi buscar profissionais que têm seus nomes marcados no segmento, comandando grandes empreendimentos gastronômicos reconhecidos pela sua excelência e contribuindo diretamente para a grande evolução da gastronomia brasileira. Entre os destaques da nova equipe de professores do Centro Europeu está a chef Manu Buffara, do premiadíssimo Restaurante Manu; o chef Celso Freire, profissional que começou a revolução da gastronomia paranaense; o chef Fabio Mattos, do inovador restaurante Poco Tapas; o chef Ivan Lopes, do Mukeka Cozinha Brasileira; o chef Dyogo Prado, do Bobardí; o chef Rodrigo Cavichiolo, do Restaurante DUO; e o chef baiano Beto Pimentel, do restaurante Paraíso Tropical, de Salvador (BA).

Os consagrados profissionais se somam aos experientes chefs que há anos dedicam seu tempo a ensinar o melhor da gastronomia para alunos de todo o país na escola curitibana, entre eles os chefs Washington Silvera, Enzo Ambrossetti, Sandro Duarte, Alexandre Bressanelli, Andréa Follador, Andrea Toscani, Rudy Keller e Iracema Bertoco.

Infraestrutura de excelência

O Centro Europeu conta com uma exclusiva sede gastronômica na capital paranaense, que fica na Alameda Princesa Izabel (nº 1300) e conta com cozinhas didáticas estruturadas com a mais avançada tecnologia e com os melhores equipamentos e utensílios de cozinha disponíveis no mercado, entre eles fornos e resfriadores Prática, fogões italianos Lofra, câmaras frias e bancadas Porto Frio, panelas e utensílios Tramontina e Le Creuset e porcelanas Germer.


A instituição está com as inscrições abertas para os cursos que terão início no segundo semestre. Mais informações no sitewww.centroeuropeu.com.br ou pelo telefone (41) 3324-6669.

Imagens: Divulgação
Chefs
Chef Fabio Mattos

Chef Celso Freire


Chef Rodrigo Cavichiolo

Chef Ivan Lopes

Chef Beto Pimentel

Grupo Corpo estreia espetáculo Gira em quatro capitais, com patrocínio da Petrobras


As apresentações acontecem de agosto a outubro em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre

Patrocinado pela Petrobras há quase duas décadas, o Grupo Corpo traz a público um novo espetáculo, Gira, que faz turnê nacional de 4 de agosto a 8 de outubro, passando por São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Com trilha sonora criada pelo trio paulistano Metá Metá, o espetáculo se inspira na umbanda, mais especificamente suas rodas cantadas e dançadas de culto a entidades, as chamadas "giras".

Em 40 minutos de apresentação, 21 bailarinos se transformam em veículos para a manifestação de espíritos, vagueiam, dançam em trios, duos ou solos. A coreografia foi criada por Rodrigo Pederneiras. Os figurinos, assinados por Freusa Zechmeister, são formados por saias brancas de corte primitivo e tecido cru. A trilha sonora conta com as participações especiais do poeta, ensaísta e artista plástico Nuno Ramos e da cantora Elza Soares em duas faixas. A iluminação fica a cargo de Paulo e Gabriel Pederneiras.

“Gira valoriza as nossas raízes, a riqueza cultural do Brasil, traz para a dança a pesquisa de novas linguagens e a inovação. Tudo isso guarda uma sinergia muito grande com a Petrobras. Apoiamos a cultura brasileira pois acreditamos que ela é a energia que movimenta a sociedade e a impulsiona. Nossa parceria com o Grupo Corpo, que já dura quase 20 anos, reforça esse compromisso da Petrobras”, afirma o gerente executivo de Comunicação e Marcas da companhia, Diego Pila.

Gira se apresenta na turnê nacional em programação dupla, após a exibição do espetáculo Bach, de 1996, que retorna aos palcos após dez anos sem ser encenado no Brasil. A trilha de Bach é uma criação livre de Marco Antônio Guimarães com base na obra do compositor alemão Johann Sebastian Bach. O espetáculo funde o barroco do compositor alemão ao barroco de Minas Gerais.

Sobre o Programa Petrobras Cultural
O Grupo Corpo conta com o patrocínio da Petrobras por intermédio do Programa Petrobras Cultural, de patrocínio às artes e à cultura. O programa contempla projetos brasileiros com valor cultural destacado, inovadores, com alto potencial de retorno e alinhamento à estratégia de marcas da Petrobras. Os projetos patrocinados seguem linhas de atuação com foco em música, artes cênicas e audiovisual, incluindo o patrocínio à produção, circulação e ampliação do acesso a produtos culturais, como o apoio a espaços culturais, festivais e manutenção de grupos.

Serviço

São Paulo
4 a 13 de agosto
Teatro Alfa (Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722, Santo Amaro. Tel.: 11-5693-4000 / 0300-789-3377)
Quartas e quintas, 21h. Sextas, 21h30. Sábados, 20h. Domingos, 18h.
Setores I e II – R$ 160. Setor III – R$ 90,00. Setor IV – R$ 50.
Venda online: www.ingressorapido.com.br

Rio de Janeiro
23 a 27 de agosto
Theatro Municipal do Rio de Janeiro (Praça Floriano, s/nº. Tel.: 21-2332-9191 / 2332-9005.
Quarta a sexta, 20h. Sábado, 21. Domino, 17h.
Frisas e camarotes – R$ 720 (6 lugares)
Plateia e Balcão Nobre – R$ 120,00. Balcão Superior – R$ 90. Galeria – R$ 60.
Venda online: www.ingressorapido.com.br

Belo Horizonte
2 a 6 de setembro
Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro. Tel.: 31-3236-7400.
Sábado, Segunda, Terça e Quarta, 20h30. Domingo, 19h.
R$ 90,00 (inteira). R$ 45 (meia).
Venda online: www.ingressorapido.com.br

Porto Alegre
7 e 8 de outubro
Teatro do Sesi (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro. Tel.: 31-3236-7400.
Sábado, 21h. Domingo, 19h.
R$ 100 (plateia baixa). R$ 90 (plateia alta). R$ 70 (mezanino)
Venda online: www.blueticket.com.br

Cultura e Gastronomia agitam a cidade colonial de Paraty

Divulgação

Paraty é a cidade histórica mais charmosa do litoral do Rio de Janeiro. Se as casinhas coloridas e as praias já são motivos para uma escapada, os próximos eventos programados por lá devem deixar os viajantes ainda mais animados para uma visita. Hoje (26) começa a 15ª Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), que acontece até o dia 30 de julho. Logo depois vem o 35º Festival da Cachaça, Cultura e Sabores de Paraty, de 17 a 20 de agosto.

O centro da cidade funciona como a sede da FLIP, que neste ano homenageia o escritor Lima Barreto. Como de costume, a festa reúne escritores e amantes da literatura do mundo todo para debates e sessões de leituras. Shows musicais, oficinas literárias e atividades paralelas para crianças (Flipinha) e jovens (Flipzona) também agitam o festival.

Mas se a ideia é fazer um passeio gastronômico, o Festival da Cachaça serve como um ótimo pretexto para dar umas voltinhas pela cidade, e ainda aproveitar as pelas praias de Paraty. O ponto de encontro é a Praça Matriz, onde os apreciadores da bebida encontram várias barraquinhas para degustação de cachaças regionais. A programação ainda conta com música ao vivo e grupos de cirandeiros locais.


O AlugueTemporada, marca brasileira da HomeAway, selecionou dez imóveis completos em Paraty, para ajudar na programação. Além de oferecer uma ótima relação entre custo e benefício, as casas oferecem mais privacidade e flexibilidade de horários. E dá para dividir com os parentes, ou amigos, sem ficar pesado para ninguém.

GOL e parceiras transformam música em obra de arte no Rock in Rio

Divulgação

A música está presente em todos os momentos e lugares das nossas vidas. É capaz de remeter a uma viagem, ativar lembranças, criar laços com quem já é próximo e unir desconhecidos. A GOL Linhas Aéreas Inteligentes, Delta Air Lines, Air France e KLM aproveitaram todo esse poder da música e realizarão diversas ações inovadoras para celebrar o maior festival de música e entretenimento do mundo, o Rock in Rio, e, assim, conectar pessoas em um único lugar e momento. 

As transportadoras aéreas oficiais do festival se uniram e apresentam iniciativas com o conceito "We Rock Your World" e farão desta edição do Rock in Rio a melhor de todos os tempos. Para deixar todo mundo no clima, a GOL e suas parceiras ativaram um hotsite no qual o público, ao acessar, poderá criar a própria playlist no Spotify e inserir as suas músicas preferidas de artistas que estarão no festival até sexta-feira, dia 28 de julho. As mais pedidas farão parte de uma lista final colaborativa e resultará no projeto Musicolors, que contará com a participação do artista americano e mundialmente conhecido John Bramblitt. John perdeu a visão há mais de 10 anos, mas desenvolveu, por meio da sinestesia, o dom de ouvir músicas e transformá-las em obras de arte.  As companhias preparam uma surpresa que promete agradar ao público. Quem assina a ação é a agência Ampfy. 

“Nós, juntamente com a Delta Air Lines, Air France e KLM, somos as transportadoras oficiais do festival e decidimos unir em uma única plataforma música, arte, interatividade e inovação”, afirma Maurício Parise, diretor de marketing da GOL. “O que buscamos é conectar todos os amantes da música em um só lugar para que juntos possamos reforçar nossa parceria e presença no maior festival de música do mundo”, afirma o executivo. 

Para conferir mais sobre a ação acesse https://youtu.be/ClETLyzgkJ0
#WeRockYourWorld #EuVooProMundo 

“Nova GOL. Novos tempos no ar” 
As ações refletem o novo momento da companhia, simbolizado pela campanha “Nova GOL. Novos tempos no ar”. Para atender às necessidades de um mercado que não para de evoluir, a empresa continuou no seu propósito de inovar e oferecer as melhores soluções para otimizar o tempo do cliente e garantir uma experiência de voo memorável a todos os passageiros.  A companhia foi a primeira a possibilitar a compra de bilhetes pela internet, fazer a antecipação do voo no próprio aplicativo, e, mais recentemente, foi pioneira ao disponibilizar acesso à internet nos voos e possibilitar o check-in com apenas uma selfie. 

A GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES
Em 16 anos de história, a GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES ajudou a construir elos, aproximando pessoas e diminuindo distâncias com segurança e inteligência. A empresa teve um importante papel na democratização do transporte aéreo no Brasil, contribuindo para que cerca de 18 milhões de pessoas voassem pela primeira vez. Com isso, tornou-se a maior companhia aérea de baixo custo e a de melhor tarifa da América Latina. É ainda líder em passageiros transportados no mercado doméstico, tanto no segmento de lazer quanto no corporativo, e em pontualidade – de acordo com dados da Infraero e da OAG (Official Airline Guide), empresa especializada e independente para monitoramento de pontualidade mundial.  
A GOL possui a maior oferta de assentos com o selo “A” da ANAC, disponibilizando ainda mais conforto em seus mais de 700 voos diários, que atendem 63 destinos domésticos e internacionais para a América do Sul e Caribe.
A companhia mantém alianças estratégicas com Delta Air Lines, Air France e KLM, além de disponibilizar aos clientes 13 acordos de codeshare e mais de 70 de interline. Essa oferta traz mais conveniência e facilita as conexões para qualquer lugar atendido por essas alianças.
Com o seu programa de relacionamento Smiles, é possível acumular milhas e resgatar bilhetes para mais de 160 países e 800 destinos no mundo. Além disso, a Gollog transporta encomendas para aproximadamente 2.500 municípios brasileiros e mais de 90 destinos internacionais em conjunto com as empresas parceiras. 

GOL Linhas Aéreas Inteligentes

In Press Porter Novelli (Produtos, Serviços, Malha, Frota, Tecnologia e Alianças)
Contato: +55 (11) 3330-3835 / 3842
Loures Consultoria (Assuntos Corporativos, Operações e Financeiro)

Festival de cinema outdoor ‘Rocky Spirit’ chega a sua sétima edição

Divulgação


Evento gratuito acontece no Parque Villa Lobos, nos dias 12 e 13 de agosto, e promete unir aventura e cultura em um só lugar
Nos dias 12 e 13 de agosto, São Paulo recebe mais uma edição do maior festival de cinema ao ar livre do País. É o Rocky Spirit, que chega a sua sétima edição, reunindo os melhores documentários de aventura produzidos recentemente no mundo. O festival acontece no Parque Villa Lobos, a partir das 17h, com música ao vivo e exibição de mais de 25 títulos sobre aventura, esportes e natureza.
“Durante dois dias exibimos de graça e ao livre os lançamentos vindos diretamente do Telluride Mountainfilm Festival, o mais prestigiado festival de filmes de aventura dos Estados Unidos”, conta Andrea Estevam, diretora de conteúdo da editora Rocky Mountain, organizadora do evento, e diretora artística do festival, que completa a programação com filmes brasileiros.
Entre os filmes que serão exibidos, estão ‘Through the Wind’, com direção de Karina Oliani, sobre a trajetória da construção de uma escola em Vale de Patle, no Nepal, região que sofreu com o terremoto em 2015; ‘Tropical Speed’, com direção de Duda Carvalho, que retrata o crescimento do Ciclismo de Estrada na cidade do Rio de Janeiro pós-Olimpíadas e ‘Sangue Latino’, dirigido por Gabriel Tarso, sobre uma equipe de escaladores que aportou aos pés de uma das maiores e mais verticais paredes de rocha do Brasil, a Pedra Baiana.
Além deles, fazem parte da programação os norte-americanos: ‘Ditch the van’, com direção de Mallory Cunningham e Kyle Romanek, sobre um músico que fez uma turnê de cinco mil milhas sobre uma bicicleta; ‘The Hard Way’, de Jeremy Lurgio e Erik Petersen, sobre um senhor de 91 anos que corre ultramaratonas e iniciou sua vida esportiva aos 60 e ‘Time Travelers’, sob direção de Brendan Leonard e Forest Woodward, que mostra a história de uma equipe de rafting que tenta quebrar o recorde de velocidade no rio Colorado, através do Grand Canyon. “São mais de 25 filmes que colocam o público em contato direto com a natureza” finaliza Andrea.

PROGRAMAÇÃO
Organizado pela editora Rocky Mountain, o festival ainda conta com música ao vivo antes da exibição dos documentários. No sábado, dia 12 de agosto, O bardo e o banjo apresenta seu repertório folk a partir das 17h e, no domingo, dia 13, é a vez do R&B e Soul, com o grupo Serial Funkers.
Para participar do festival e aproveitar a noite sem preocupações, é só chegar no Parque Villa Lobos e se acomodar em frente ao telão, sem esquecer de levar sua própria canga, toalha ou cadeira de praia, além de casacos e cobertas para se proteger do frio. Durante os dois dias, também para garantir o conforto e segurança do público, o estacionamento do parque terá seu horário de funcionamento estendido.

SERVIÇO - Rocky Spirit 2017
Local: Parque Villa Lobos – Portão principal
Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2001 - Alto de Pinheiro
Data: 12 e 13 de agosto
Horário: das 17h às 23h
Capacidade: 5 mil pessoas

Entrada gratuita

terça-feira, 25 de julho de 2017

Com patrocínio Petrobras, Cia. Deborah Colker apresenta Cão sem Plumas no Rio e em São Paulo


Divulgação

Inspirado no poema Cão sem Plumas, de João Cabral de Melo Neto, o primeiro espetáculo da Cia Deborah Colker com temática brasileira será apresentado no Rio e em São Paulo com patrocínio Petrobras. As apresentações ocorrem de 27 a 30 de julho no Rio de Janeiro e de 25 de agosto a 2 de setembro em São Paulo.
O poema que dá nome ao espetáculo fala do rio Capibaribe, que corta o estado de Pernambuco, e do entorno do rio, comparados a um “cão sem plumas”, do qual tudo teria sido tirado, restando miséria, destruição, descaso e incômodo.
O espetáculo une cinema e dança para recriar aquele cenário e construir um bicho-homem local, ribeirinho, “sem plumas”, esquelético, roto, enlameado, anônimo, desprovido de tudo, quase um caranguejo do mangue no percurso daquele rio onde enxurradas deixaram depósitos de areia e sedimentos. A mensagem é um alerta, segundo Deborah Colker, contra a destruição da natureza e do que é cheio de vida pela ignorância dos homens.
Cenas de um filme realizado por Deborah e pelo pernambucano Cláudio Assis (diretor de longas-metragens como Amarelo Manga, Febre do Rato e Big Jato) em uma viagem entre o Sertão e o Agreste do Recife são projetadas ao fundo do palco. Assim, dialogam com os corpos de 13 bailarinos, em coreografias baseadas em maracatu, coco, samba, jongo, kuduro e outras danças populares.
Assinam a trilha sonora os pernambucanos Jorge Dü Peixe, da banda Nação Zumbi, expoente do movimento mangue beat, e Lirinha (ex-cantor do Cordel do Fogo Encantado, poeta e ator), além do carioca Berna Ceppas, que acompanha Deborah desde a estreia. A cenografia e a direção de arte cabem a Gringo Cardia. A iluminação é de Jorginho de Carvalho. Claudia Kopke criou os figurinos. A direção executiva é de João Elias, fundador da companhia.
"Apoiamos a cultura brasileira, pois acreditamos que é a energia que movimenta e impulsiona a sociedade. No segmento de artes cênicas, incentivamos o movimento da criatividade e da excelência da dança contemporânea brasileira, expressas em pesquisas de linguagem, apuro técnico e artístico e inovação. A Cia Deborah Colker traduz tudo isso", afirma o gerente executivo de Comunicação e Marcas da Petrobras, Diego Pila.
A Cia. Deborah Colker conta com o patrocínio da Petrobras desde 1995, por intermédio do Programa Petrobras Cultural, de patrocínio às artes e à cultura. O programa contempla projetos brasileiros com valor cultural destacado, inovadores, com alto potencial de retorno e alinhamento à estratégia de marcas da Petrobras. Os projetos patrocinados seguem linhas de atuação com foco em música, artes cênicas e audiovisual, incluindo o patrocínio à produção, circulação e ampliação do acesso a produtos culturais, como o apoio a espaços culturais, festivais e manutenção de grupos.

Divulgação

Serviço
Cia.Deborah Colker – Cão sem Plumas
Rio de Janeiro
27 a 30 de julho
Sexta-feira, sábado e quinta-feira às 20h30
Sábado e domingo às 17h
Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Praça Floriano s/n - tel : 2332-9191
Rio de Janeiro- RJ
São Paulo
25 de agosto a 02 de setembro
Teatro Alfa
Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 - Santo Amaro - tel: (11) 5693-4000
São Paulo - SP


CONHEÇA OS VENCEDORES DO PRÊMIO BRASIL FOTOGRAFIA 2017


Mais de 50 obras estarão expostas no Espaço Cultural Porto Seguro

Definindo como critérios a preocupação com a linguagem e narrativa, qualidade técnica e visual, sensibilidade cromática, dimensão encantatória da arte e criatividade, a comissão de premiação  selecionou os vencedores. Confira:

Prêmio Brasil Fotografia Especial: Nair Benedicto, por sua importante reflexão sobre a fotografia. Seu trabalho registra as minorias, mostrando a cultura popular, dissecando a participação da mulher na sociedade, além de uma vasta iconografia indígena e de trabalhadores sem-terra.

Prêmio Brasil Fotografia Ensaios Impresso: Antonio Saggese, pelo ensaio ‘Hiléia’, composto por 12 fotos de florestas, tratadas de modo que se assemelham a gravuras dos naturalistas do século XVII. O trabalho não se propõe como ‘fotografia de natureza’ nem como documentação ou denúncia. São fotografias realizadas com um olhar despido da gramática da linguagem fotográfica moderna, prescindindo de recortes espaciais e temporais.

Prêmio Brasil Fotografia Ensaios Multimeios: Gilvan Barreto, pelo trabalho ‘O Guarani’. A obra se apropria de símbolos nacionais, para refletir sobre a violência institucional no Brasil. Neste caso, faz referência especificamente à perda de direitos e violência brutal que os povos indígenas do Brasil vêm sofrendo. Enquanto a vitrola toca uma nova versão do clássico ‘O Guarani’, lentamente um líquido vermelho-sangue inunda a radiola e distorce a sonoridade da ópera, adaptada pelo maestro Carlos Gomes em 1870 e que se tornou tema do noticiário radiofônico ‘A voz do Brasil’, de difusão obrigatória, criado em 1935.

Prêmio Brasil Fotografia Revelação: André Arruda, pelo ensaio ‘Clóvis’, com 12 fotos, de situações carnavalescas, em que as fantasias lembram pierrôs e arlequins, características do subúrbio (principalmente das Zonas Norte e Oeste e Baixada Fluminense) do Rio de Janeiro. As vestes, de confecção esmerada, são muito coloridas e obedecem um rito indumentário, assim como as baianas das escolas de samba. Os Clóvis são hoje, paradoxalmente, um movimento grande e quase marginal. Reflexo da influência da cultura pop de massa, o samba foi trocado pelo funk como trilha sonora das turmas.

Foram concedidos dois Prêmios Bolsa para desenvolvimento de projeto. Um deles foi para Adriano Escanhuela, com o projeto ‘Umidus’, que desenvolverá uma investigação em algumas cidades, às margens do Rio Tietê, com menos de cem mil habitantes, observando a paisagem, a arquitetura e a vida. Ele produzirá as imagens por meio de um processo arcaico, do sec. XIX, em placa úmida de colódio chamada ambrotipia, que depende da unidade para ser realizado, contrapondo a produção digital da atualidade.

O outro a Osvaldo Carvalho, pelo projeto ‘Outras paisagens’, cujo objetivo é o levantamento de registros em filmes fotográficos descartados, no que se refere às pontas de filmes, re-significando este material que é descartado, ignorado e até mesmo desconhecido de muitos profissionais, principalmente a sua capacidade imagética.

Menções Honrosas: foram escolhidos dois trabalhos: o ensaio impresso de André Cunha, pela obra ‘Semeadura’, apresentando um ensaio sobre uma família, que vive da agricultura em seu pequeno espaço, alheia às comodidades atuais, produzindo seu próprio sustento (material e espiritual), calcado em uma vida natural, simples, porém repleta de peculiaridades que podem ser entendidas como reflexos de uma proposta alternativa;  e o ensaio multimeios de Tiago Coelho, pela obra ‘O Marketing’, que propõe um jogo de estereótipos desvendando e documentando, por meio de retratos, os personagens que estão por trás de cada uma das placas de anúncio. Cada personagem foi retratada em seu ambiente de trabalho depois de ter sua placa registrada no contexto urbano. A gravação dos áudios aconteceu um ano após os retratos serem captados através de chamadas telefônicas para os mesmos números dos respectivos anúncios.

Serviço:
Exposição do Prêmio Brasil Fotografia
16 de agosto de 2016 a 8 de outubro
Espaço Cultural Porto Seguro - Alameda Barão de Piracicaba, 610 - Campos Elíseos, São Paulo – SP

Informações para a imprensa:
Viviane Nunes – (11) 97620-6208 viviane@vivianenunes.com.br
Adriana Balsanelli – (11) 999245-4138 adriana@ecps.com.br

Shirley Rodrigues – (11) 99376-7993 contato@vivianenunes.com.br