quinta-feira, 30 de abril de 2015

SALA OSMAR CHROMIEC RECEBE A EXPOSIÇÃO "Devastação inEvitável" DE ILKA PASSOS

Foto divulgação
A Associação Profissional dos Artistas Plásticos do Paraná – APAP/PR realiza  neste domingo, dia 03 de maio,  das 11h às 13h, na  sala Osmar Chromiec, a abertura da exposição “Devastação inEvitável” da artista plástica Ilka Passos. A  artista retorna ao tema recorrente em seu trabalho: o meio ambiente com foco nos animais silvestres ameaçados pela urbanização.
Serviço: 

Exposição: “Devastação inEvitável”

Artista plástica: Ilka Passos

Período: 03 de maio a 04 de junho de 2015
Local: Sede da Associação Profissional dos Artistas Plásticos do Paraná – APAP/PR
Salas Osmar Chromiec
Horário de visitação: 13h30 às 18h (2ª a 6ª feira) e 11h às 13h (domingo)
Endereço: Av. Jaime Reis, 107, Sala 07 e 11, São Francisco, Curitiba – PR
CEP – 80.510-100
Telefone: (41) 3232-0408
Entrada: Franca

Foto convite




sábado, 25 de abril de 2015

"ARTEMÍSIA" STUDIO E GALERIA, ABRE INAUGURAÇÃO COM GRANDE EXPOSIÇÃO.

Foto: Divulgação

Curitiba recebe a mais nova Galeria de Artes, a Artemísia Studio e Galeria, que abre suas portas em noite festiva e com muita arte.


Em 08 de Maio, que também se comemora o Dia do Artista Plástico no Brasil, a nova Galeria de Arte inaugura seu espaço com grandes nomes da Arte Paranaense, onde o público poderá apreciar obras de: Adelina Takako Nishiyama, Adriano Bohra, Akiko Miléo, Ana Müller, Ana Serafim, Cirley Gonçalves, Clóvis Soares da Costa, Cristina Daher,  Cristina De Loyola, Denise Nissen, Eduardo Gomes Dalazen, Elise Haquim Santos, Elisiane Correa Wengerkiewicz, Eloir Jr., Esther Maria Braga Cortes, Giane Fischer, João Moro, Késia Talisin, Leandro Souza, Lidia Saczkovski, Lisete Schiffer, Loire Nissen, Luiz Lavalle Filho, Malah, Magali Robaina, Marinice Costa, Maria Emília Jayme, Marilene Zanchet, Nilva rossi, Paulo Cesar Oliveira, Paulo Meirelles, Rita Bortolan, Távia Jucksch e Uiara Bartira Cioffi.

Foto: Divulgação

Localizada no primeiro piso do Edifício Ivahy no centro da Capital Paranaense, onde a Barão do Serro Azul encontra com a Presidente Carlos Calvanti e conversa com o vizinho Solar do Barão, outro importante centro de Cultura de Curitiba, a Artista Plástica Cristina De Loyola, proprietária e fundadora do espaço, estabeleceu sua orbe de cultura e organizou uma mostra coletiva ambientalizada ao som de músicas celtas, nórdicas e medievais, executadas por Carlos Simas e Bia Cervellini integrantes da Banda Clan Mac Norse. 



“Além da coletiva, para tornar esta noite ainda mais agradável, teremos a apresentação de Carlos Simas e Bia Cervellini integrantes da Banda Clan Mac Norse, com musicas celtas, nórdicas e medievais. Todos serão muito bem vindos! Esperamos por vocês! Comenta e convida Cristina De Loyola 




SOBRE A ARTISTA FUNDADORA DA GALERIA:

Cristina De Loyola, natural de Curitiba - PR inicia seu caminho das artes em 1975 num curso de pintura em tela, com a ministrante Alice Furquim. Em 1980 entra para a Academia de Belas Artes- EMBAP- Escola de Música e Belas Artes do Paraná, fazendo o curso de Pintura. No mesmo ano, participa da exposição intitulada "Caixa Livre", dos alunos da EMBAP e recebe uma premiação das mãos de Adalice Araújo (in memorian). No segundo ano da mesma também inicia o curso de Desenho Industrial na PUC e é efetivada como desenhista publicitária na Agência Mercúrio, filiada às Lojas Hermes Macedo, fazendo parte do grupo de desenhistas. Ministra aulas de pintura em Chapecó-SC em uma Escola de Artes, filiada a prefeitura local. Em 1997 executa alguns trabalhos no Atelier de Luis Carlos Dalla Vecchia e Atelier de João Moro, participando de exposiçãoes individuais e coletivas. Em 1998, ministra aulas no Atelier Artes e Ofícios e também no programa ao vivo de mesmo nome, no Canal 21. No ano de 2001, participa de um workshop ministrado pelo artista plástico Edilson Viriato, e em seguida participa de alguns Salões de Arte. No ano de 2009 retorna ao curso de Pintura na EMBAP, concluindo em 2013. No mesmo ano é criado o Atelier "Artemisia Studio Art" onde vários artistas plásticos ministram cursos de diversas técnicas. Em 2015, este atelier muda de endereço e passa a ser chamado "Artemisia Studio e Galeria" agora com a nova proposta de comercializar e divulgar trabalhos de artistas plásticos.



ARTEMISIA

O nome escolhido para o Studio e Galeria, foi uma homenagem a pintora do século XVII, Artemisia Gentileschi que nasceu em Roma, no dia 8 de julho de 1593 e faleceu em Nápoles em 1656, aos 63 anos. Filha do pintor Orazio Gentileschi, foi uma das únicas mulheres a serem mencionadas no ramo da pintura artística do barroco, sendo a primeira a possuir uma posição previlegiada. Dedicou-se a temas trágicos em que suas personagens (femininas) representam papéis de heroínas. Evitou as naturezas mortas e as flores, comuns para as artistas da época. Conforme a versão de Susan Vreeland, em seu romance sobre Artemisia Gentileschi, a jovem pintora foi violentada aos 17 anos por Agostino Tassi, um assistente do atelier do pai. No julgamento dele, torturam-na para julgar a veracidade de sua versão. Não podendo ficar em Roma, foi-lhe arranjado um casamento de conveniência. Separou-se depois de dez anos e partiu rumo à Florença, onde descobriu uma vida empolgante no mundo das artes na Itália do século XVII e, com o crescente sucesso de suas obras, tornou-se a primeira mulher a entrar para a Academia de Arte de Florença. Nos tempos modernos ganhou nova fama heroína feminista . Em suas pinturas, é possível observar a influência de Caravaggio, a qual foi herdada de seu pai. Algumas de sua pinturas são " Judith Decapitando a Holofernes", "Retrato de Cleópatra", "Vênus Adormecida", etc.


Referência bibliográfica: GRANDES PINTURAS : Dorling Kidersley, 1911. 255 p.p. 96-97

SERVIÇO:

Local: Artemísia Studio e Galeria

Endereço: Rua Barão do Serro Azul, 331 – sala 04 – Edifício Ivohy

Centro – Curitiba – Paraná

Abertura: 08/05/2015 as 19 h.

Visitação: 09/05 a 10/06/2015
De segunda a sexta-feira das 14 as 18 h.

Telefone:  55 41 – 3029-6633

WWW.artemisiagaleria.com

Foto: Divulgação



quarta-feira, 22 de abril de 2015

"BLUE JAY" NO DOCE MORENA



A exposição "Blue Jay Parade" que homenageia a ave símbolo do Paraná, a Gralha Azul, foi inaugurada em 2014 durante as comemorações dos 321 anos de Curitiba no Espaço Cultural do Shopping Jardim das Américas. Seguiu para Ponta Grossa, na Câmara Municipal dos Vereadores e para cidade de Castro na Casa da Cultura Emília Erichsen.

Em 2015 retorna à Curitiba em dois espaços culturais. No primeiro semestre ocupará o ambiente do Doce Morena Café e Convivência e no segundo semestre no Espaço Cultural do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia-Hospital IPO.


“A exposição não foi criada para ser itinerante, mas está tão linda que acabou voando alto e distante, e esperamos que ainda ocorram novos e fascinantes vôos”, declara Katia Velo, artista convidada, professora de artes e colunista cultural.


A exposição tem a assinatura curatorial de Eloir Jr. e Kézia Talisin com orientação de Carla Schwab e para este semestre reúne 11 trabalhos elaborados pelos artistas: Ana Lectícia Mansur, Ana Müller, Cecifrance Aquino, Eloir Jr., Luiz Felix, Márcio Prodócimo, Noeli Tarachuka, Raquel Frota e Ruth Mara. A exposição conta ainda com artistas convidados: Celso Parubocz, Katia Velo.

A gralha azul é o principal disseminador da araucária, uma vez que, durante o outono, as gralhas estocam os pinhões para se alimentar o que contribui para sua preservação.
A ave símbolo é protegida pela Lei Estadual n. 7957 de 1984.



SERVIÇO:

Exposição: “Blue Jay no Doce Morena”

Local: Doce Morena Café e Convivência
Rua Dr. Carlos de Carvalho, 457 - Centro
Curitiba-PR
Visitação: 24/04 a 01/07/2015 
Segunda a sexta-feira das 8 as 19 h

Entrada Franca


terça-feira, 21 de abril de 2015

"POLSKIE SPOTKANIA" - ENCONTROS DE CONVERSAÇÃO



A Casa da Cultura Polônia Brasil, realiza o 2o. encontro de conversação na Língua Polonesa.
O encontro faz parte do núcleo de idioma da Instituição e tem por objetivo estimular os participantes a conversarem em polonês sobre temas atuais.


A participação é gratuita, mas as vagas limitadas.
Informações e inscrições: contato@poloniabrasil.org.br


Fotografia do 1o. Polskie Spotkania, realizado em Abril de 2015.
Foto: Divulgação


E ainda no mês de Maio, a Casa da Cultura promove: 
"Encontros Gastronômicos" , Guarde esta data - 12/05/2015

Em breve, mais informações.



sexta-feira, 17 de abril de 2015

NOITE CARIOCA MAIS COLORIDA COM SONIA MADRUGA E ARNALDO GARCEZ


Foto: Divulgação

"O vernissage foi uma confraternização alegre, com um público que muito nos honrou. Personalidades da cultura, artes e educação, amigos, músicos... Cerca de 200 pessoas nos prestigiaram e a conversa seguiu pelas horas... rica, animada, divertida. Encontros surpreendentes, a vida que se entrelaça e nos deixa com a sensação que o mundo é uma ervilha"... observa a artista.


Na última quarta-feira 15 de Abril, a Galeria de Arte-Sala Djanira, anexo a Fundação CEPERJ, inaugurou com vernissage a exposição cultural “CORES DA LUZ”,  com:  Sonia Madruga e Arnaldo Garcez, artistas de mérito internacional e atuantes na cidade maravilhosa.
Vinte e nove obras em acrílica e aquarela inundaram de cor a Galeria, não faltando prosa entusiasmada entre personalidades da área da cultura, educação, empresários, colecionadores de arte e público em geral.
Um encontro, que além da arte pictórica, reuniu a arte da palavra escrita com Ivo Torres (escritor, poeta e diretor da Galeria de arte Sala Djanira), que batizou cada pintura com uma legenda poética.

 Poemas de Ivo Torres

Sonia e Arnaldo homenageiam nesta exposição à memória do Grego, crítico de arte do Jornal-RioArteCultura, Alexandros Papadopoulos Evremidis que há cerca de um ano nos deixou a caminho da eternidade.
Suas críticas acompanharam apresentações do pintor em exposições em NY e foi ele também que assinou a legenda crítica de Sonia Madruga, quando ela recebeu em Paris a medalha de Prata da Academia Francesa de Artes, Ciências e Letras.
Convidado, o filho do Grego, Alexis Daniel Evremidis, veio de Brasília com sua esposa Lili Coutinho, para a homenagem.
Durante o cerimonial,o artista Arnaldo, que também é músico e poeta, fez um pequeno discurso e brindou ao som de sua flauta.
Os Artistas entre Lili Coutinho e Alexis Daniel Evremidis (Filho do homenageado na Exposição).
Foto: Divulgação
Com grande quórum a exposição seguiu em conversas culturais com destaque entre os presentes: Ivo Torres, Henrique e Marcia Kywal, Delmo Morani, o novo presidente da CEPERJ, Stavros Xanthopoylos (Prêmio FGV Empreendedor Nacional 2015), Lauro Henrique Alves Pinto (da L'Art); Raulino Oliveira, Paulo e Vânia Marinho, Carlos Senna, empresários e colecionadores de arte, os músicos Fernanda Canaud e Jorge Breno Haag, Rozana Fraga, Flory Menezes, Paulo e Regina Guimmarães, Liana Slipoi, Dina Feijó, Ivone Ferreira, Osni Aragão, Luiza Alonso, Camila Figueiredo, Sabrina Ortiz e Larissa Kouzmin-Korovaeff.

Os Artistas Sonia Madruga e Arnaldo Garcez entre Lauro Henrique Alves Pinto (da L'Art) e Liana Slipoi.
Foto: Divulgação

Sonia Madruga entre Delmo Morani (novo Presidente da Fundação CEPERJ) e Raulino Oliveira (Empresário e colecionador de Arte).
Foto: Divulgação

Na foto: Stavros Xanthopoylos (Prêmio FGV, Empreendedor Nacional 2015), Ivone Ferreira e Lauro Henrique Alves Pinto  (da L'Art).
Foto: Divulgação

A Artista Sonia Madruga entre Carlos Senna e Rozana Fraga.
Foto: Divulgação
Ivo Torres, poeta, escritor e Diretor da Galeria de Arte-Sala Djanira com Dina Feijó.
Foto: Divulgação
Sempre com incomensurável gratidão, Sonia Madruga comemora boa fase, pois seus trabalhos tem contínua evidência e ambientalizam novelas globais e ainda assina a capa do CD comemorativo de Ivan Lins – América, Brasil. 

(ler mais em: http://sztukacuritiba.blogspot.com.br/2015/03/ao-mestre-com-carinho-de-ivan-para.html).

Com quadros em cenas na novela “Babilônia” da Rede Globo, Arnaldo também comemora esta boa estação.

Mais sobre Sonia Madruga:
http://sztukacuritiba.blogspot.com.br/2015/03/ao-mestre-com-carinho-de-ivan-para.html

Mais sobre Arnaldo Garcez:
www.arnaldogarcez.blogspot.com



SERVIÇO:
Exposição: Cores da Luz
Local: Espaço Cultural Ceperj - Galeria de Arte Sala Djanira
Endereço: Avenida Carlos Peixoto, 54 - Botafogo - RJ
(Em frente ao Shopping Rio Sul) 

Visitação: 16/04 a 15/05/2015
De segunda a sexta-feira das 10h às 18h
Entrada Franca





GILVAN BARRETO, COMEMORA 20 ANOS DE CARREIRA COM LANÇAMENTO DE LIVRO NO RECIFE


Fotografia: Gilvan Barreto - Divulgação

Na quarta 29/4, o premiado fotógrafo pernambucano Gilvan Barreto celebra 20 anos de carreira apresentando seu novo trabalho ao Recife. Sobremarinhos, livro fruto do  Prêmio Marc Ferrez, será lançado às 19h 



Gilvan Barreto lança livro no Recife
Em Sobremarinhos, o mar tem suas nuances fragmentadas e reconstruídas pelo artista pernambucano; realizado entre PE e RJ, projeto é fruto do Prêmio Marc Ferrez de Fotografia


Em seu “Diário de Viagem” (1978), Abert Camus compartilha sua percepção do mar durante viagem ao Brasil, em 1949: “As águas estão pouco iluminadas na superfície, mas sente-se a sua escuridão profunda. O mar é assim, e é por isso que eu o amo.”  Estabelecendo um diálogo com o denso universo de Camus, Sobremarinhos, novo livro de Gilvan Barreto será lançado no Recife na quarta (29/4).

Com a publicação realizada através do Prêmio Marc Ferrez de Fotografia, o pernambucano comemora 20 anos de trajetória. E se deixa arrastar por correntes marinhas, tecendo experimentos imagéticos que tocam tensão, caos e harmonia. Da arrebentação, Gilvan emerge assumindo uma faceta artística tocante e madura. 

Sobremarinhos finaliza a trilogia iniciada com o livro Moscouzinho, seguida de O Livro do Sol. Cada um com suas peculiaridades, têm em comum os ciclos da vida, os desejos de infiltrar cinema e literatura no fazer fotográfico”, comenta Barreto.


Fotografia: Gilvan Barreto - Divulgação


Em seu formato, o livro também reproduz a dinâmica das marés. Páginas podem ser suprimidas ou alternadas para que novos feitios surjam a partir de cada contato. “Cada vida tem um ritmo, um roteiro. Neste livro, a história é recontada e reordenada para que cada leitor dite seus inícios, meios e fins”, diz Gilvan. Alinhada a esta ideia de fluxo, um ação é proposta aos leitores: que passem a publicação adiante, mapeando nas redes sociais os caminhos da corrente gerada. 

 Fotografia: Gilvan Barreto - Divulgação


Sobremarinhos é um gatilho experiencial”, afirma a curadora Cristiana. “Este trabalho me atingiu de maneira emocional, quase biográfica”, observa.

Sobre o artista

Gilvan Barreto é pernambucano e mora no Rio há nove anos. Seu trabalho foca em questões políticas, sociais e na relação do homem com a natureza. Sua fotografia é influenciada pelo cinema e literatura. Em 2014, venceu o Prêmio Brasil de Fotografia, Prêmio Marc Ferrez (Funarte), Prêmio Conrado Wessel de Arte e fez parte do Rumos Itaú Cultural com o projeto Orquestra Brasileira de Fotografia. Além de Sobremarinhos, tem mais dois livros publicados:Moscouzinho (Tempo D’Imagem, 2012), e O Livro do Sol (Tempo D’Imagem 2013). 


SERVIÇO:
Lançamento do livro SOBREMARINHOS de Gilvan Barreto
(com distribuição gratuita da publicação)
Quando: quarta 29/04/2015, às 19h
Onde: Capibaribe Centro da Imagem – CCI (rua da Aurora, 533, Térreo, Boa Vista, Recife)
Informações: 3032-2500

ENTREVISTAS E IMAGENS
Tatiana Diniz
Assessoria de Imprensa / PR
55 11 953939717

terça-feira, 14 de abril de 2015

"CORES DA LUZ" NO ESPAÇO CULTURAL CEPERJ


"Cores da Luz... Arte, Magia, Amor, Homenagem.
Nos vemos amanhã? Ao vivo e todas a alegrias em tempo real", são palavras cativas e delicadas com as quais a artista Sonia Madruga se aproxima do público nas redes sociais, um delicado convite à visitação.


Sonia Madruga e Arnaldo Garcez, artistas atuantes na cidade maravilhosa (Rio de Janeiro), inauguram nesta quarta-feira, 15 de Abril a exposição "Cores da Luz", onde homenageiam com sua arte a memória de Alexandros Papadopoulos Evremidis, jornalista, escritor e crítico de arte do Jornal RioArteCultura.com. O tom de cores da luz terá legendas poéticas de Ivo Torres. 

Em seu foro pessoal, Sonia sente-se sempre com inesgotável gratidão pelo seu talento, existência e para com o próximo, e dentro deste bioma, em sutil devaneio da artista,  pude observar a gênese de uma palavra: "Abradeço", que como amálgamas, une agradeço e abraço.  Fica aqui o registro cordial e poético criado pela artista.



Mais sobre Sonia Madruga:
http://sztukacuritiba.blogspot.com.br/2015/03/ao-mestre-com-carinho-de-ivan-para.html
www.soniamadruga.com

Mais sobre Arnaldo Garcez
www.arnaldogarcez.blogspot.com


SERVIÇO:
Exposição: Cores da Luz
Local: Espaço Cultural Ceperj - Galeria de Arte Sala Djanira
Abertura: 15 de Abril de 2015 à 18h
Endereço: Avenida Carlos Peixoto, 54 - Botafogo - RJ
(Em frente ao Shopping Rio Sul) 

Visitação: 16/04 a 15/05/2015
De segunda a sexta-feira das 10h às 18h
Entrada Franca





"ARTE 725" NO SALÃO PARANAGUÁ - MEMORIAL DE CURITIBA


Foto divulgação

O Memorial de Curitiba, espaço administrado pela Fundação Cultural de Curitiba, recebeu na última quinta-feira (9), às 19h, a abertura da exposição “Arte 725″ que reúne trabalhos de Edilson Viriato, Ana Muller, Ana Serafin, Beatriz Gonçalez, Cirlei Gonçalves, Denise Abujamra, Elisângela Justino Strasser, Elisiane Corrêa, Kátia Kimieck, Luiza Uady, Marilene Zanchet, Marinice Costa, Silvana Camilotti, Leandro de Souza, Nilva Rossi e Soraya Milani. 
A mostra tem entrada gratuita e fica aberta ao público no Salão Paranaguá até o dia 5 de julho.
Criado em outubro de 2012, o grupo Arte  725 trabalha e se reúne para desenvolver pesquisas sobre arte, criar diretrizes, elaborar projetos e propostas para exposições com o objetivo de mostrar a pluralidade da arte com uma  visão contemporânea.
Foto divulgação:Artista Ana Müller e sua instalação em aquarela e Edislon Viriato, artista plástico, curador e orientador do Arte 725


Foto Faisal Iskandar - Artistas Katia Kimieck e Ana Serafim


Foto divulgação: Obras de Nilva Rossi

Selfie na exposição com as Artistas Cecifrance Aquino, Carla Schwab e Raquel.

Foto divulgação: A Artista Denise Abujamra, sua obra e a colunista, Artista e Professora de Artes katia Velo.

Foto divulgação: Painel políptico do Artista, Curador e Orientador do Arte 725, Edilson Viriato.

Serviço:

Exposição “Arte 725″

Abertura: 09/04/2015 – 19h

Local: Memorial de Curitiba – 1º andar – Salão Paranaguá
Endereço: Rua dr. Claudino dos Santos, 79 – Setor Histórico

Data e horários para visitação: até 05/07/15
de terça a sexta das 9h às 12h e das 13h às 18h.
sábados, domingos e feriados das 9h às 15h